segunda-feira, setembro 13, 2010

Dinner for Schmucks (2010)



Não faz muito tempo desde que anunciei aqui no blog a chegada deste filme. Não porque fosse algo para o qual estava muito ansioso para ver, mas apenas porque na altura tinha acabado de visionar o filme que dera origem a este projecto.  
 Le Diner de Cons, é assim que se chama! Esta longa-metragem, realizada em 1998 por Francis Veber, trata-se de ser uma das melhores comédias que alguma vez vi, tendo as suas origens fortemente enraizadas no teatro e cinema europeu, aliás, como o titulo assim sugere, estou a falar de um filme francês.

O remake americano surge pelas mãos de Jay Roach, conhecido por realizar Austin Powers / Meet The Parents e as suas respectivas sequelas. Para Dinner for Schmucks, Roach reúne Steve Carell e Paul Rudd, que já trabalharam previamente juntos.

A premissa é basicamente a mesma que o seu original, tendo depois a partir daí seguido um outro caminho no que concerne a história e até em parte no seu estilo de humor! Posso dizer que é agradável, mas nenhuma obra-prima, principalmente quando comparado com o seu (brilhante) antecessor! Steve Carell é de facto muito engraçado, desempenhando o papel de um idiota no seu expoente (diria) máximo! Paul Rudd faz um pouco "mais do mesmo", que face às exigências do próprio filme, é apropriado! Saliento ainda a participação hilariante de Zack Galifianakis, notória por desafiar Carell na ilustração do maior Schmuck!

Quero novamente frisar a "urgência" que é ver o original, um filme como poucos que atesta à qualidade dos países europeus em fabricar excelentes comédias, contrariando assim a ideia (descabida) de que apenas produzem filmes intelectuais.


Nenhum comentário: