segunda-feira, abril 12, 2010

Le Dîner des Cons (1998)



Por recomendação de um amigo meu, arranjei este filme francês do realizador Francis Veber, intitulado Le Dîner de Cons. Não me foi dito mais nada além de "vais-te rir imenso" (ou algo semelhante). No entanto, com pouco, fiquei entusiasmado. Gosto sempre quando me são recomendadas obras com um humor tipicamente europeu (se é que podemos afirmar tal coisa).  Entretanto, com o decorrer do tempo, admito que o interesse desvaneceu até ao dia em que tive a felicidade de passar umas horas com um companheiro cinéfilo possuidor de um largo conhecimento do cinema europeu, especialmente francês (até porque têm a sua infância de certa forma ligada ao País). Foi-me dito que estava perante um clássico da comédia, comandada por um grupo de actores que tinham por hábito trabalhar conjuntamente em várias longas-metragens e até algumas peças de teatro. Curiosamente, este mesmo filme, é primeiramente um texto escrito para o palco, então depois adaptada para filme. Apenas constatei este facto depois de visto esta comédia negra, uma vez que é um costume meu efectuar alguma pesquisa para tentar acrescentar algum conhecimento. Porém, podemos facilmente deduzir tal acaba por não ser surpresa pois grande parte da acção é desenrolada no mesmo espaço, o que inevitavelmente me levou a pensar que provavelmente seria "material teatral". Enfim... pouco importa para o caso! O que é certo é que a história é engraçadissima,  com diálogos e momentos hilariantes. As personagens estão muito bem concebidas e são dadas vida por um elenco talentoso, nomeadamente pelos actores Thierry Lhermitte e Jacques Villeret, que desempenham os protagonistas. Asseguro que dificilmente teriam melhores "resultados" de casting.

É sem dúvida uma comédia de luxo, que atesta a qualidade da Europa na fabricação de filmes, sejam elas de que género forem. Recomendo-vos que o vejam quanto antes, porque está para breve um remake americano. Conta como actores principais Steve Carell e Paul Rudd., numa adaptação que "arrisco" dizer  que estará longe do patamar atingido pela obra de Francis Veber, que nada deve à convencional comédia americana, que tenta desta forma, trazer uma excelente história ao continente americano (bem como ao resto do mundo), porque é sabido que o cinema europeu não têm os mesmos recursos nem audiência.

Deixo-vos (além do trailer) uma ligeira premissa...

O filme anda à volta de um jantar semanal entre amigos (presumivelmente snob's e arrogantes) onde cada um deles têm como objectivo trazer a pessoa mais idiota que conhecem como convidado! A personagem principal, o Sr. Pierre Brochant, tendo encontrado "um claro vencedor", prepara-se para levar esta figura caricata ao encontro...



Um comentário:

Pedro Teodoro disse...

É excelente filme, ja o vi umas 3 vezes!

Saudações Benfiquistas!