segunda-feira, fevereiro 22, 2010

Tempos dificeis (Madeira "on my mind") ...


Já vos falei certamente da minha "pancada" quando ouço música... tenho esta enorme tendência de fazer videoclips/montagens na minha cabeça de imagens/momentos/frases and so on... é frequente eu "viajar", coisa que tem maior fluência mediante a fase ou situação que vivo presentemente.
Numa altura onde infelizmente predomina a tristeza e caos devido a causas naturais que abalam o mundo de tempo em tempo, é inevitável não sermos confrontados com imagens do que se passa lá fora, nomeadamente Haiti e agora recentemente, na Madeira [1] [2].
Penso neste tipo de coisas muitas vezes... talvez porque me seja "forçado" pelos media (é provável que sim), mas independentemente da injecção do tema no nosso quotidiano, é nos meus tempos livres, refugiado nos meus filmes e as minhas músicas que penso nas pessoas que por todo o lado sofrem. Agora foi um desses momentos. E como? Ao ouvir uma música dos islandeses Sigur Rós, chamada Hoppípolla comecei instantaneamente a buscar ao meu "arquivo" (leia-se cabeça) fragmentos que tenho observado nos noticiários. Felizmente, sou um miúdo optimista e como tal, a minha so-called compilação é recheada de esperança, pessoas solidárias que abdicam do seu conforto para contribuir no "campo"... enfim, um "clichézinho" daqueles à filme onde tudo acaba bem devido ao esforço comum feito pelos típicos bons samaritanos que habitualmente se revelam em tempos de adversidade.

Ficam aqui portanto dois versões da tal malha de que falei... sendo a primeira original e a segunda uma cover (a meu ver ligeiramente melhor que a original, embora esta tenha maior carisma de "épica" - não me peçam para explicar porquê) do grupo indie We Are Scientists. Os vídeos curiosamente transbordam de significados polivalentes que se fundem às mais diversas situações (mas isto já está subjacente à leitura de cada um).






Um comentário:

innername disse...

Sigur Rós é fixe, Royksoop, dentro da mesma onda, idem