terça-feira, junho 29, 2010

"Surely It’s 30 (Don’t Call Me Shirley!)"



- "Surely you can't be serious."
- "I am serious... and don't call me Shirley."

Pois é! Faz hoje 30 anos que saiu o filme Airplane (1980), uma das melhores comédias alguma vez feitas according to my book, e não só...

O seu estilo completamente satírico nonsense aprensentou-se completamente despido de preconceitos e sem pudor, revolucionando para sempre a comédia enquanto género cinematográfico.

Claro que não era totalmente novidade, pois já antes haviam traços do nonsense no humor físico dos irmãos Marx ou nas longas-metragens de Mel Brooks, contudo, houve um conjunto de factores/características que destacaram Airplane entre os quais realço "a acção de fundo" - onde basicamente, enquanto a acção no filme decorre, temos várias coisas (irrisórias) que se passam no fundo da imagem - e "a cara de pau" (na falta de uma expressão melhor) onde o actor é capaz de dizer a maior "barbaridade" com a cara mais séria, o que contagia e leva ao riso. Este é um estilo no qual muitos podem associar hoje ao comediante português Bruno Nogueira, mas que sem dúvida eu associarei sempre ao grande Leslie Nielsen, um dos protagonistas de Airplane. Este viria a ganhar um grau de popularidade elevadissimo não só graças ao Airplane mas também pelos filmes que se seguiram, todos eles no mesmo género e associados à mesma equipa de realização.
Falo claro da trilogia  Naked Gun (Onde pára a Policia no seu titulo Português), baseado na série televisiva Police Squad, protagonizada também por Leslie Nielsen.

Realizado por uma equipa de três (David Zucker, Jim Abrahams e Jerry Zucker), esta parceria que já trabalhara no filme Kentucky Fried Movie enquanto argumentistas, apostaram não só no estilo mas num elenco que viria permanecer activo graças à sua qualidade e carisma.

Hoje estes três homens festejam o seu legado e influência no cinema e comédia em todo o lado, com uma longa-metragem a que é prestada homenagem pelo jornal New York Times.

Vejam aqui o artigo do jornal (que aborda de forma mais detalhada a história/percurso/influência do filme), e para os mais curiosos, não se esqueçam de ver o vídeo colocado à esquerda no site.