terça-feira, janeiro 12, 2010

Sr. Doutor Professor Miles Davis

Hoje passou-se um daqueles momentos que ficarão comigo para a história. Basicamente tinha agendado para hoje a defesa de um trabalho de grupo de uma das cadeiras mais temidas e exigentes do meu curso na Universidade Católica. Esse trabalho foi provavelmente dos que mais requeri-o da nossa parte uma mudança de atitude no que toca à sua abordagem e à nossa postura, para compensar o grande atraso apenas proporcionado pela nossa falta de empenho e preguiça inicial. Portanto, tendo nós desperdiçado parte do tempo que tínhamos para a elaboração da nossa pesquisa, como podem calcular o trabalho ficou alguns furos abaixo do que nós aspirávamos. Não tinha a inclusão de material que pretendíamos e tinha vários erros/lacunas por corrigir. Enfim... voltando ao dia da defesa. Depois de uma abordagem por parte das duas professoras com o intuito de decifrar o nosso nível de conhecimento bem como o nosso grau de influencia no trabalho, foi-nos perguntado no fim se tínhamos algum comentário final para fazer. Aproveitei para pedir desculpa por alguns dos erros crassos que tínhamos cometido, sendo que alguns deles eram mesmo evidentes e que nos escaparam. As professoras então respondem com uma citação de um dos melhores músicos de Jazz de sempre, e pessoalmente um dos meu favoritos... o fantástico Miles Davis.


 Do not fear mistakes. There are none!

Achei de um bom gosto e de uma tremenda sensibilidade evocar um artista deste calibre para na altura nos dar uma lição, lição essa que embora possa estar enquadrada nos valores do nosso senso comum, não deixa de ser importante ouvir/relembrar, ainda para mais tendo em conta a situação e de quem é proveniente a citação. Além de ter sido um momento extremamente didáctico, de facto chamou-nos a atenção para a influência que os erros têm na nossa educação e aprendizagem, sendo tanto num contexto académico, como pessoal ou profissional. A partir daqui gerou-se uma conversa interessantíssima  sobre artes em geral e as mentalidades que moldam a nossa sociedade que me despertou para um lado mais pessoal de ambas as professoras, que por este momento sozinho, depois daquele ambiente tenso devido ao nosso nervosismo, acabaram por proporcionar um momento agradável, contrastando por completo com o inicio da nossa sessão.

E portanto, como forma de celebrar a eventual conclusão deste semestre bem como homenagear ambas as professoras pela demonstração precisa de como motivar um aluno, deixo aqui dois dos meus temas favoritos (entre vários) tocados por Miles Davis acompanhado por John Coltrane.



              Miles Davis & John Coltrane - Bye Bye Blackbird                                                                                             Miles Davis & John Coltrane - So What (live)

Nenhum comentário: