quinta-feira, janeiro 28, 2010

A travessia de Alvin Straight




Uma historia lindíssima! Uma odisseia sem precedentes passada para a grande tela pela mão do realizador David Lynch que curiosamente, sendo ele um dos realizadores que os seguidores do cinema gostam bastante e eu nem por isso, é responsável por dois trabalhos que me tocaram bastante e em maneiras muito semelhantes: The Elephant Man (1980) e agora este, The Straight Story (1999). Embora Lynch seja maior parte das vezes relembrado pelo seu estilo invulgar, bizarro e quase psicadélico, ambos os filmes que mencionei levam uma abordagem totalmente diferente com as suas raízes mais perto daquilo que considero ser humano e nobre. Esta sua longa-metragem segue um homem de 73 anos numa travessia de Iowa a Winsconsin para ver o seu irmão que acabara de ter um enfarte. Visto que por não estar nas melhores condições físicas nem ter uma visão muito apurada, fazendo com que este não lhe fosse permitido ter uma carta de condução, Alvin Straight decide fazer os 390 Quilómetros num cortador de relva (!) para ir ao encontro do seu irmão à procura de redenção pelos anos passados sem se falarem. Pelo caminho conhece diversas pessoas que acabam por sofrer influências positivas de Alvin, bem como também as exercer junto dele. Lições de generosidade, amor ao próximo, estabelecimento de confiança e fé na natureza do homem enquanto ser dado à bondade e fraternidade, enquanto ultrapassando fantasmas de outros tempos mais sinistros sem grande margem para esperança, mas que no entanto, conseguindo-lhe fazer frente da forma mais optimista. Um olhar meigo e doce sobre o que de bom há em nós, de forma simples sem grande espectáculo e drama... Uma história verídica que é impossível de não surpreender aqueles que a ouvem, pelo fantástica é única que é. Um hino à persistência, ao desejo e lealdade com muito coração e dignidade. Com um papel fantástico (e o seu último) por parte do veterano Richard Farnsworth, valendo-lhe uma nomeação para Óscar e ainda participação da grande Sissy Spacek como sua filha, temos em The Straight Story um filme memorável aclamado pela critica, pela audiência e por mim... aqui em minha casa!

Nenhum comentário: